Menu
Busca Qui, 22 de outubro de 2020
(67) 9.9928-2002
política e prisão

Efeitos pré-eleitorais das Prisões de Giroto e Amorim

08 maio 2018 - 19h57Por Alcides Bernal
As prisões determinadas pelo STF do ex-secretário de obras Edson Giroto e do empresário João Alberto Kampref Amorim geraram  fortes rumores no mundo político, no sentido de que a possibilidade de um pacto de sobrevivência dos políticos tradicionais está colocada em risco. Na Assembléia Legislativa começam as especulações de que o tempo para uma possível aliança já passou, tanto que os mdbistas já deixaram a base do governo tucano, para exercer posição de independência, que poderá descambar para oposição cerrada e altamente destrutiva aos dois, Reinaldo e Andre. 

Quem viu com bons olhos as prisões decretadas são os apoiadores do pré-candidato Odilon de Oliveira e do clã dos Trad, que comemoram os desgastes políticos e a total inviabilização do republicano Edson Giroto, resultando na redução significativa do potencial de votos dos candidatos de André.

 PDT sem nomes de expressão na chapa de deputados federais  ainda sonha com a reeleição de Dagoberto, mas os Trad que dominam vários partidos como PSD, PTB, DEM comemoram as chances aumentadas para a reeleição de Mandeta e Fabio Trad.

Quanto às candidaturas majoritárias muitas articulações ainda deverão ser feitas, mas o certo é que na briga entre André e Reinaldo quem leva a melhor é o Odilon, afirmou uma fonte palaciana que pediu reservas.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil e Mundo
Recusa de Bolsonaro à vacina chinesa repercute no mundo
Política
Kassio Nunes afirma em sabatina que podem ser feitas correções na Lava Jato
Brasil
Operação Índia cumpre mandados no DF e em cinco estados
Saúde
Morre brasileiro voluntário para vacina de Oxford
Pastor hipócrita
Pastor é preso por abuso dentro de ônibus e diz que 'caiu em tentação'
Brasil
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, está com covid-19
Operação Arla 32
PRF participa de operação de combate a adulteração de combustíveis e Arla 32
Saúde
Não há intenção de compra de vacina chinesa, diz secretário
Política
Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac
Brasilia
Nunes fala de independência de Poderes e ativismo judicial, no Senado