Menu
Busca Qui, 20 de junho de 2019
(67) 9.9928-2002
Justiça

Em ação contra Cabral e empresários, MP cobra indenização de R$ 72 milhões

28 março 2018 - 12h53
O ex-governador do Rio Sérgio Cabral, cinco empresários de ônibus e a Federação das Empresas de Transporte de Passageiro (Fetranspor) são alvo de ação do Ministério Público estadual por improbidade administrativa.

O processo está na 10ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. No pedido, de acordo com informações do portal G1, o promotor Alberto Camargo pede a indisponibilidade dos bens dos acusados, além do ressarcimento aos cofres públicos de, no mínimo, R$ 72 milhões.

Segundo a acusação, as isenções de impostos às empresas de ônibus, concedidas pelo então governador, em 2014, causaram prejuízo ao Estado fluminense. Naquele ano, Cabral assinou o Decreto 44.568, de 17 de janeiro, e autorizou desconto de 50% no IPVA para as empresas.

Os fatos foram registrados pelo Ministério Público Federal (MPF) na denúncia da Operação Ponto Final. Entre os documentos levantados pelos procuradores constam planilhas que indicam que saiu do "caixa dois" da Fetranspor o pagamento do bônus de R$ 13 milhões ao Poder Executivo do Rio. A defesa do ex-governador Sérgio Cabral ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Nova Alvorada do Sul
Celular pega fogo e quase queima uma casa
Facção Criminosa Comando Vermelho
Luiz Queimado faleceu na Bahia
Dourados
A covardia e as consequências de escolher mal o namorado
Água Clara
Vereadora é cassada por corrupção
Nova Andradina
As pistas do MS são perigosas pala falta de manutenção e de motorista com imprudência
Bolsonaro esculhamba militar
BOLSONARO REAGE A SANTOS CRUZ E DIZ QUE GENERAL É 'PÁGINA VIRADA'
CORREIOS
Discursos, sem menor preocupação, servem para Bolsonaro se livrar de seus assessores
TECNOLOGIA
Google lançará aplicativo para competir com Whatsapp; novo sistema deve incomodar telefônicas
Armas, drogas e celulares
PCC assassinou dez pessoas do Clã paraguaio Rotela
Campo Grande, cadê o prefeito?
A incompetência de um prefeito causa.tristeza e dor nas pessoas