Menu
Busca Dom, 19 de janeiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Justiça

Em ação contra Cabral e empresários, MP cobra indenização de R$ 72 milhões

28 março 2018 - 12h53Por Redação Notícias VIP
O ex-governador do Rio Sérgio Cabral, cinco empresários de ônibus e a Federação das Empresas de Transporte de Passageiro (Fetranspor) são alvo de ação do Ministério Público estadual por improbidade administrativa.

O processo está na 10ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. No pedido, de acordo com informações do portal G1, o promotor Alberto Camargo pede a indisponibilidade dos bens dos acusados, além do ressarcimento aos cofres públicos de, no mínimo, R$ 72 milhões.

Segundo a acusação, as isenções de impostos às empresas de ônibus, concedidas pelo então governador, em 2014, causaram prejuízo ao Estado fluminense. Naquele ano, Cabral assinou o Decreto 44.568, de 17 de janeiro, e autorizou desconto de 50% no IPVA para as empresas.

Os fatos foram registrados pelo Ministério Público Federal (MPF) na denúncia da Operação Ponto Final. Entre os documentos levantados pelos procuradores constam planilhas que indicam que saiu do "caixa dois" da Fetranspor o pagamento do bônus de R$ 13 milhões ao Poder Executivo do Rio. A defesa do ex-governador Sérgio Cabral ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Vírus de origem chinesa pode ter infectado mais de mil de pessoas
Bela Vista
Pistoleiros assassinam dois politicos na fronteira
Política
Novo partido não usará fundo eleitoral sancionado, diz Bolsonaro
UFC
MacGregor atropela e nocauteia Cowboy
Brasil
Mais 11 lotes de cerveja Backer estão contaminados, informa ministério
Sorte ou Azar
Mega-Sena, concurso 2.225: ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 32 milhões
Brasília
Erro no ENEM é desrespeito 'escancarado' do governo Bolsonaro com a educação, diz união de estudantes
STF
DCM - Alexandre de Moraes revelado por tucanos, indicado por Temer, segura processo de Onix
Campo Grande
Ladrões são presos minutos após roubo
UFC
Cerrone admite surpresa com versão de Conor, mas frisa: "Não sei com o que ele me provocaria