Menu
Busca Dom, 16 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
TROCA-TROCA

Em média, Temer troca três ministros por mês

23 abril 2018 - 09h47Por Redação Notícias VIP
Assim que assumiu a Presidência da República, ainda na posição de interino, em maio de 2016, o presidente Michel Temer anunciou que reduziria o número de ministérios para cortar custos. O emedebista também substituiu todos os ministros da então presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e recebeu uma série de críticas por escolher apenas homens brancos para os cargos.

Como apurado pela Folha de S. Paulo, em dois anos, Temer nomeou 63 ministros ? uma média de três trocas por mês. O presidente queria enxugar os 32 ministérios até chegar a 23. No entanto, após a criação do ministério de Segurança Pública, em fevereiro deste ano, o Brasil passou a ter 29 pastas.

De acordo com a publicação, as principais razões para as trocas seriam denúncias de corrupção e tentativas de ganhar apoio para aprovar a reforma da Previdência. Os ministérios que mais tiveram mudanças foram o da Cultura, Justiça e Turismo, com quatro ministros cada.

A nomeação da primeira mulher foi feita quatro meses após Temer assumir, quando Grace Mendonça assumiu a Advocacia-Geral da União. Cinco meses após a entrada de Grace, o presidente nomeou Luislinda Valois, que também é negra, para o Ministério dos Direitos Humanos.

A deputada federal Cristiane Brasil (PTB) também foi nomeada por Temer para liderar o Ministério do Trabalho, mas teve a posse barrada pela Justiça.

O levantamento realizado pela Folha considerou todos os nomes que passaram pelo cargo, inclusive os interinos. A conta não considerou as duas vezes em que Temer exonerou ministros com cargo de deputado, para garantir votos favoráveis na Câmara.
vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Alegação de vendas de veículos cresce 16% no Estado, aponta dados do Detran
Política
Produtores rurais de Campo Grande e região participam de manifestação pró-Bolsonaro em Brasília
MS
Rio Verde está na rota de eventos esportivos de aventura da Fundesporte
Falecimento
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos Atriz estava internada desde 15 de abril
Tempo
Domingo de tempo firme e grande amplitude térmica em Mato Grosso do Sul
São Paulo
Bruno Covas perde luta contra o câncer e morre
Tempo e temperatura
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira
Covid 19
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem na Índia
Campo Grande
Moradores de bairros reclamam de sujeira e insegurança em Campos Grande
Saúde
Após ultrapassar mais de seis mil mortes, MS registra 653 novos casos da Covid-19