Menu
Busca Sex, 17 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Política

Em pronunciamento, Maia faz convite à pacificação dos espíritos e defende harmonia entre Poderes

26 maio 2020 - 14h39Por Reuters Brasil

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez um pronunciamento nesta terça-feira em que convida a uma “pacificação dos espíritos”, defende a harmonia entre os Poderes e a preservação da democracia.

“Faço desse momento um convite à pacificação dos espíritos. Vigilantes, e desarmados de preconceitos de qualquer ordem, temos que trabalhar pelo Brasil”, disse o presidente, ao iniciar a sessão desta terça.

 

“A construção e a preservação da democracia exigem esforços diários, vigilância intensa e transparência”, defendeu.

Maia acrescentou que decidiu fazer o pronunciamento porque “o momento se impôs” e que as palavras proferidas “nasceram do coletivo” da Casa.

 

“Impuseram-se em razão da necessidade do diálogo respeitoso entre os Poderes, princípio basilar da democracia”, acrescentou.

O deputado disse ainda que “a quarentena, o isolamento social, não são os culpados por derrubar a economia” e que “quem derruba a economia é o vírus”, argumentando que “o distanciamento momentâneo entre as pessoas salva vidas”.

Reportagem de Maria Carolina Marcello

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Apoiadores de Bolsonaro fazem ato em Copacabana, no Rio de Janeiro
São Paulo
Manifestantes fazem ato na Av. Paulista a favor de Bolsonaro
Brasília
PM informa que restabeleceu bloqueio na Esplanada dos Ministérios
Tribunal de Justiça
Fux manda retirar bandeira do Brasil Império hasteada na sede do TJ de Mato Grosso do Sul
Brasília
Esplanada terá esquema especial de segurança para protestos deste feriado
Brasíl
7/9: Moraes bloqueia contas de acusados de organizar atos antidemocráticos
MS já vacinou 50% dos jovens de 12 a 17 anos contra covid com a 1° dose – Feriado
MS
Secretaria de Estado de Saúde confirma três casos da variante Delta em Mato Grosso do Sul
STF
Urgente: Moraes determina prisão de ex-PM que o ameaçou de morte
Meio Ambiente
Ganhou prazo para resolver o problema, sob pena de multa e improbidade do prefeito