Menu
Busca Dom, 26 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Mato Grosso do Sul

Governo assina contrato da PPP da Sanesul nesta sexta para universalizar esgotamento em MS

05 fevereiro 2021 - 09h13Por AB/ PMS

Com investimento estimado em R$ 3,8 bilhões, o contrato da PPP (Parceria Público-Privada) da Sanesul com a empresa Aegea para universalização do esgotamento sanitário em Mato Grosso do Sul será assinado nesta sexta-feira (5) na sede da estatal em Campo Grande - localizada na Rua Dr. Zerbini, 421, bairro Chácara Cachoeira. O presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior, e o CEO da Aegea, Radamés Casseb, vão validar o documento às 9h em evento com a presença do governador Reinaldo Azambuja.

Depois de assinado o contrato, terá início um período de transição de 90 dias para que os sistemas de esgotamento sanitário sejam transferidos da Sanesul à empresa privada. Conforme a parceria feita na modalidade de concessão administrativa, a Aegea vai gerir o serviço por um prazo de 30 anos, sendo que a universalização da coleta e tratamento do esgoto nos 68 municípios onde a Sanesul atua deve ser feita nos primeiros 10 anos de gestão (até 2031).

Hoje, 46% dos domicílios onde a estatal do Governo de Mato Grosso do Sul atua têm coleta e tratamento de esgoto.  “Você sair dessa cobertura para a universalização é um ganho extraordinário para Mato Grosso do Sul, principalmente para mais de 1,7 milhão de pessoas que serão diretamente beneficiadas com mais qualidade de vida e saúde”, destacou o governador Reinaldo Azambuja. A cobertura deve ser ampliada já no próximo ano, quando 70% dos municípios terão acesso ao serviço.

Do investimento de R$ 3,8 bilhões previsto em contrato, R$ 1 bilhão será revertido para obras de implantação e expansão de sistemas de esgoto. Outros R$ 2,8 bilhões serão empregados na operação e manutenção dos serviços. Com a PPP ativa, a Sanesul poderá direcionar seu foco de atuação exclusivamente para abastecimento de água, buscando as melhores práticas e qualificando os serviços prestados.

A Aegea ganhou o direito de explorar o serviço de esgotamento da Sanesul em leilão realizado no ano passado na B3, a Bolsa de Valores do Brasil, que fica em São Paulo. A empresa venceu o pregão com a oferta tarifária de R$ 1,36 por m³ de esgoto - um deságio de 38,46% em relação ao preço inicialmente fixado pelo edital, de R$ 2,21 (m³). O contrato define que não haverá aumento de tarifa durante a prestação de serviço.

Obra de esgotamento executada pela Sanesul no município de Miranda (Foto: Chico Ribeiro)

Mais investimentos

Atuando em 68 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, a Sanesul conta com 589 mil unidades consumidoras de água e 338 mil de esgoto, atendendo a 1,1 milhão de habitantes. São 9.036 km de rede de água e 3.262 km de rede de esgoto.

Desde o início da gestão Reinaldo Azambuja, a Sanesul contabiliza mais de R$ 1,3 bilhão de investimentos em obras concluídas, em execução e a executar.

Bruno Chaves, Subcom
Foto destaque: Edemir Rodrigues

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Croquete de mandioca com carne: petisco saboroso e prático
Politicos
Vai vendo Brasil!
Religiosos
Padre é preso por desviar dinheiro da igreja para orgias gays e drogas
Brasil e Mundo
Covid-19: Brasil registra 19,4 mil casos e 699 mortes em 24h
Justiça
STF decide se os estados devem pagar hospitais pela tabela SUS
Geral
Anatel aprova leilão da exploração do acesso móvel na tecnologia 5G
Inclusão
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência
Campo Grande
Preso em ação contra corrupção em MS era o 'braço direito' do ex-prefeito e 'quem assinava os cheques', diz polícia
Operação Policial
Polícia Federal faz operação para combater fraude no INSS do Amazonas
Campo Grande
Ameaça de delação de Gilmar Olarte causa 'espanto', afirma procurador-chefe do MP