Menu
Busca Sex, 30 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
POLITICA

Governo Bolsonaro completa 1 mês: confira o que foi destaque

Mandato tem sido marcado por promessas cumpridas, outras cumpridas parcialmente, e muita polêmica

31 janeiro 2019 - 11h40

Eleito presidente da República com 58 milhões de votos, Jair Bolsonaro completa um mês de governo nesta sexta-feira (31). O tempo é curto mas suficiente para o capitão da reserva enumerar ações, promessas cumpridas e polêmicas. Relembre alguns dos principais fatos destes 31 dias.

- Cumprindo promessa de campanha, o presidente flexibilizou a posse de armas de fogo aos cidadãos brasileiros;

- Cumpriu parcialmente um segunda promessa ao reduzir de 27 para 22 o número de ministérios - durante a campanha, ele chegou a falar em 14 ou 15 ministérios;

- Em relação à política externa, teve participação polêmica no Fórum de Davos e reconheceu Juan Gauidó como presidente interino da Venezuela;

- Aproximou-se de Israel a ponto de receber ajuda do país no processo de resgate do desastre de Brumadinho (MG), mas ainda não se sabe se irá, conforme prometido em campanha, mudar a embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém;

- A promessa, aliás, teria motivado a Arábia Saudida a descredenciar 33 frigoríficos brasileiros que exportavam carne para o país;

- As polêmicas envolvendo seu governo são várias e incluem principalmente ministros, como Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), quando afirmou que meninos devem se vestir de azul e meninas, de rosa;

- O ponto mais sensível de seu mandato até o momento tem sido o imbróglio envolvendo seu filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro, cujo ex-assessor é investigado por fazer movimentações financeiras milionárias, incompatíveis com seus rendimentos, e que incluem um depósito à conta bancária da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Notícias ao Minuto

No momento, Bolsonaro encontra-se internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde chegou na segunda-feira (28) para ser submetido a um procedimento de retirada de bolsa de colostomia e religar o intestino. Mesmo internado, o presidente segue despachando por meio de um gabinete improvisado.

 

 

 

 

fonte:noticiasaominuto

violência contra a mulher

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana