Menu
Busca Qua, 28 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
VENEZUELA

HÁ RISCO DE GUERRA CONTRA VENEZUELA POR CAUSA DO PETRÓLEO

12 janeiro 2019 - 15h08

 

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), usou sua conta no Twitter, neste sábado (12), para alertar sobre a possibilidade real de uma guerra contra a Venezuela e clamar para que o Brasil atue pela paz -na contramão da conduta do governo Bolsonaro. O motivo da guera está claro, segundo ele: "por causa de acesso a petróleo, querem transformar a Venezuela na nova Síria". O governador do Maranhão critica a política de Ernesto Araújo, chanceler de Bolsonaro indicado por Olavo de Carvalho. "Como a Venezuela é colada no Brasil, manda o bom senso que estimulemos soluções pacíficas, não guerras", destaca.

 

 

Por causa de acesso a petróleo, querem transformar a Venezuela na nova Síria. Ou seja, um conflito “interno” mas, na verdade, protagonizado pelas maiores potências do mundo. Como a Venezuela é colada no Brasil, manda o bom senso que estimulemos soluções pacíficas, não guerras

O alerta de Dino vai choca-se uma série de ações adotadas pelo governo do capitão reformado.

O governo brasileiro passou a reconhecer, como governo da Venezuela, a Assembleia Nacional do país, eleita em 2015 e oposicionista e não a posse de Maduro como presidente.  Essa posição foi anunciada em nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores na quinta-feira (10). 

O governo também articula, através da Organização dos Estados Americanos (OEA) e Grupo de Lima, diversas sanções contra o País vizinho, atendendo aos interesses dos EUA. 

Eduardo Bolsonaro já declarou guerra à Venezuela

Apesar de ser desmentido pelo pai, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, que visita frequentemente a Casa Branca, fez uma declaração de guerra à Venezuela durante o período eleitoral: "O [Nicolás] Maduro não vai vir para a posse no dia 1º. E o general Mourão já falou. A próxima operação de paz do Brasil será na Venezuela. Vamos libertar os nossos irmãos da fome e do socialismo. A melhor solução para a crise migratória que nós tivemos é a saída de Maduro do poder", disse. 

 

site 247

vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana