Menu
Busca Qui, 23 de maio de 2019
(67) 9.9928-2002
EDUCAÇÃO

IBGE comprova a necessidade de investimentos nos ensinos básico e fundamental

16 maio 2019 - 15h50

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados hoje (16)  aponta que 35% dos brasileiros com mais de 14 anos não completaram o ensino fundamental. AS regiões com menor índice de escolaridade são o Norte e Nordeste.

São jovens em idade de trabalhar que não conseguem se inseriir no mercado formal conforme demonstrou a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) do primeiro semestre de 2019. O ensino fundamental é a segunda etapa da educação básica, e dura nove anos.

No Norte, 44,1% daqueles com mais de 14 anos não tinham terminado o ensino fundamental. No Nordeste, o índice é de 38,7%.

A região Sudeste é a que concentra maior índice de acesso aos estudos: 29,2% dos brasileiros com mais de 14 anos não tinham concluíram o ensino fundamental, seguida por Centro-Oeste (33,5%) e Sul (34%).

Apenas 48% de todos os brasileiros com idade acima de 14 anos concluíram o ensino médio, conforme dados do primeiro trimestre desse ano. Entre a população empregada, a maior parte (60,3%) tinham concluído pelo menos o ensino médio, 20,7% tinham o nível superior e 25% apenas o nível fundamental.

 

Desemprego

Os dados do IBGE indicam que 5,2 milhões de desempregados procuram trabalho há mais de 1 ano. O desemprego cresceu em 14 das 27 unidades da federação no 1º trimestre. As maiores taxas de desemprego foram observadas no Amapá (20,2%), Bahia (18,3%) e Acre (18,0%), e a menores, em Santa Catarina (7,2%), Rio Grande do Sul (8,0%) e Paraná e Rondônia (ambos com 8,9%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, as taxas ficaram em 13,5% e 15,3%, respectivamente.

 

A gerra da educação

O governo contingenciou o investimento do ensino superior gerando manifestações em todo o país na quarta-feira (15), mas não explicou os planos para os ensinos básico e fundamental. Apenas promessas (não de campanha) de governo. Tudo falta: escolas, professores – bem pagos e com condições de trabalho – apoio extracurricular aos profissionais e estudantes. Como se dará isso?

 

Jornalista Dirceu Martins.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aéreas criticam volta de bagagem gratuita; Idec diz que decisão do Congresso é positiva para o consumidor
Proposta que prevê gratuidade para bagagem de até 23 kg em voos domésticos ainda depende de sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro.
INTERIOR
Nova Estação de Tratamento de Esgoto em Dourados deve entrar em pré-operação em junho
AMIZADE FORTE
Para celebrar 30 anos de amizade, idosas fazem tatuagem de ‘copo de cerveja’
FAMOSOS!
Padre Fábio de Melo sofre mal súbito, é levado às pressas para hospital e momento é exposto em vídeo
EXPLORAÇÃO INFANTIL
Crianças em desfile para serem adotadas: o que pode acontecer com elas?
PM tentou atrapalhar investigações sobre o assassinato de Marielle, aponta relatório da PF
INTERIOR
Caçamba que saiu de São Paulo e seguia para Vicentina pega fogo na MS-395 e chamas se espalham pela vegetação
INTERIOR
Casal é investigado por golpes contra idosos que somam mais de R$ 500 mil em Itaquiraí
SAÚDE
Em apenas cinco meses de 2019, dengue já matou em MS quatro vezes mais do que em todo 2018
CAPITAL
Polícia faz nova busca em local onde motorista de aplicativo foi morto: 'Foi um crime passional, agressivo e cruel'