Menu
Busca Seg, 06 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
TENSÃO

Lula e Bolsonaro estarão em Curitiba amanhã; protestos são aguardados

27 março 2018 - 09h02Por Redação Notícias VIP
Manifestantes programam para a próxima quarta-feira (28), em Curitiba (PR), atos a favor e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que encerra na cidade sua caravana pelo Sul do país. 

Pela manhã, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) estará na capital paranaense de passagem, a caminho de um evento em Ponta Grossa (a 115 km). Apoiadores do presidenciável querem promover uma recepção a ele no aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 11h30, numa tentativa de contrapor a mobilização dos seguidores do petista.

Às 15h30, o MBL (Movimento Brasil Livre) programa uma carreata em oposição a Lula. A manifestação deve sair do estacionamento do Parque Barigui e chegar às 17h na praça 19 de Dezembro, no centro cívico. O local fica a menos de 1 km da praça Santos Andrade, onde apoiadores do ex-presidente irão se reunir no mesmo horário.

"A comunidade de Curitiba estará unida para mostrar que o maior zombador de nossa nação não é bem vindo em nossa cidade", diz o grupo em sua página no Facebook.

Lula escolheu a capital, símbolo da Operação Lava Jato, para encerrar uma caravana marcada por protestos contra ele, com conflitos entre manifestantes e bloqueios de rodovia. Nesse domingo (25), o ônibus do petista foi alvo de ovos e pedras. 

A Polícia Militar do Paraná afirma que o efetivo será reforçado para acompanhar as manifestações, mas que números não serão divulgados.

BOLSONARO

Uma convocação para o ato no aeroporto foi criada na internet pelo deputado federal paranaense Delegado Francischini (que é aliado de Bolsonaro e está se filiando ao novo partido dele, o PSL). O evento no Facebook contava mais de 1.600 presenças confirmadas até a tarde desta segunda-feira (26).

Francischini, em vídeo publicado também na rede social, diz que o grupo quer lotar o aeroporto para pedir para todo o Brasil a prisão de Lula. O parlamentar será anfitrião do pré-candidato nos compromissos no estado.

A previsão é que o presidenciável chegue a Ponta Grossa, onde haverá uma passeata em apoio à sua campanha ao Planalto, às 16h30. Como a viagem de carro entre as duas cidades demora cerca de duas horas, Bolsonaro deve ficar pouco tempo em Curitiba.

Segundo a assessoria de imprensa de Bolsonaro, ele desembarca no aeroporto e segue para Ponta Grossa. Ele não terá compromissos em Curitiba na quarta-feira nem irá a nenhum ato público.

Entusiastas de Bolsonaro lideraram atos de repúdio ao ex-presidente em algumas das cidades por onde ele passou na caravana, iniciada no dia 19, no Rio Grande do Sul.

O parlamentar, em vídeo postado na internet, diz cumprimentar o povo gaúcho pela recepção que deu a esse bandido, em suas palavras.

Na mesma gravação, Bolsonaro menciona seu pouso em Curitiba e afirma: "Vamos ver quem mais leva o povo na rua, de graça. Não estamos em campanha. Estamos andando pelo Brasil para mostrar que dessa vez a direita vai ser uma opção para o nosso Brasil".
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Comissão do impeachment de Witzel aprova retomada do prazo de defesa
Coxim
Mataram Zé Carlos gari que se destacava em denunciar injustiças contra o povo de Coxim, através das redes sociais.
Mundo
Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos
Campo Grande
O prefeito de Campo Grande incentiva uso de medicamento para combater Covid 19
O medicamento não é recomendado pela Anvisa, mas pode ser adquirido nas farmácias.
Dourados
Preso o acusado do assassinato do secretário Municipal se Dourados
Geral
Martha Rocha a 1a miss Brasil, faleceu aos 81 anos, em Niterói, Rio de Janeiro
Internacional
Premiê da Nova Zelândia lança campanha com promessa de empregos e financiamento
Brasíl e Mundo
Índia desiste de reabertura do Taj Mahal citando riscos do Covid 19
Loteria
Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões A quina teve 75 apostas vencedoras cada uma receberá R$ 36.939,97
Campo Grande
Apesar de muito dinheiro recebido para combater a pandemia do Covid 19, a capital se tornou o epicentro do novo Coronavirus