Menu
Busca Seg, 01 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
POLITICA

Maia nega relatoria na comissão do Orçamento ao PP, e partido reage na disputa da Câmara

14 janeiro 2019 - 13h21

Nos últimos dias, o PP pressionou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para que ele desfizesse o acordo com o PSD pela relatoria da comissão de Orçamento, em troca de apoio para a sua reeleição.

No entanto, Maia comunicou aos caciques do PP que vai manter o acordo com o partido de Gilberto Kassab, que fechou apoio a ele antes.

O relator do Orçamento é quem, no fim, organiza como serão alocadas todas as despesas do orçamento. É quem dá a palavra final: por isso, o poder é imenso. O responsável pelo posto é procurado por todo mundo, tanto com interesses legítimos quanto ilegítimos.

 

Candidatura própria


Sem a relatoria da comissão de orçamento, o PP reagiu e vai lançar candidato para disputar com Maia. Artur Lira (AL), ligado ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha – atualmente preso – vai lançar sua candidatura e tem por objetivo arrastar outros partidos do centrão, como parte do MDB.

O PP ainda conta com outro candidato, mas avulso: o ex-ministro da Saúde Ricardo Barros, que confirmou a informação ao blog.

Ricardo Barros também confirmou ao blog que a articulação do PP envolvia a relatoria da comissão de orçamento. E disse que sua candidatura é avulsa: "atendi bem no ministério bem a todos indistintamente, e estou tendo boas adesões".

Sobre as negociações, Maia diz que já fez acordo e não vai mudar sua palavra.

Comemora, por outro lado, o apoio do PDT – que descartou uma aliança de oposição com a esquerda para declarar apoio ao presidente da Casa. Em troca, pode ficar com uma vaga na Mesa Diretora.

O apoio do PDT, no fundo, reflete que a mágoa do partido com PT e PSB ainda não passou: durante a eleição presidencial, os dois partidos isolaram o então candidato Ciro Gomes após uma articulação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da cadeia.

A dobradinha deixou Ciro Gomes sem tempo de TV e obrigado a lançar uma chapa puro sangue, ou seja, com uma vice também do PDT. 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte:g1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Sem acordo, Lira cria comissão especial para discutir PEC da imunidade
Leão
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje
Campo Grande
A sujeira virou tradição em Campo Grande
Oportunidade
Evento on-line da Sedhast para os 79 municípios de MS começa nesta segunda-feira
Campo Grande
Prefeitura gasta muito recurso público, mas não consegue resolver problemas de semaforizacão, causando riscos e prejuízo à população.
Geral
Temporada de pesca começa com cota de 2020 valendo: um exemplar e cinco piranhas
Tempo
Março terá acumulados de chuva e calor acima da média em Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Presidente do TJ recebe visita do Cônsul da República do Líbano
Covid 19 em MS
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado
Covid 19 em MS
Com situação de leitos preocupante, Capital registra 542 novos casos de Covid -19 nas últimas 24 horas