Menu
Busca Sex, 17 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Brasília

Moro pede demissão e sai "atirando" em Bolsonaro

Interferência política em nomeações e em inquéritos na PF, acessos privilegiados foram as acusações de Moro contra Bolsonaro.

24 abril 2020 - 11h01Por Repórter cidadão NV

O ex-juiz Sérgio Moro é agora ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro. Moro renunciou de forma publica, anunciada em coletiva no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A causa da sua exoneração seria a interferência de Jair Messias Bolsonaro na Polícia Federal, desde retirar superintendente de Rio de Janeiro e Pernambuco, agora o alvo foi o Delegado da Polícia, Maurício Valeixo.

Moro acusou o presidente de fatos gravíssimos e devastadores, que podem levar a resoluções institucionais, políticos e pessoal.

Segundo políticos e analistas, hoje o governo perde o "patrimônio nacional" (Bolsonaro chamava Moro desse jeito)  e pode levar à cassação do Bolsonaro.

 

Por JP

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Apoiadores de Bolsonaro fazem ato em Copacabana, no Rio de Janeiro
São Paulo
Manifestantes fazem ato na Av. Paulista a favor de Bolsonaro
Brasília
PM informa que restabeleceu bloqueio na Esplanada dos Ministérios
Tribunal de Justiça
Fux manda retirar bandeira do Brasil Império hasteada na sede do TJ de Mato Grosso do Sul
Brasília
Esplanada terá esquema especial de segurança para protestos deste feriado
Brasíl
7/9: Moraes bloqueia contas de acusados de organizar atos antidemocráticos
MS já vacinou 50% dos jovens de 12 a 17 anos contra covid com a 1° dose – Feriado
MS
Secretaria de Estado de Saúde confirma três casos da variante Delta em Mato Grosso do Sul
STF
Urgente: Moraes determina prisão de ex-PM que o ameaçou de morte
Meio Ambiente
Ganhou prazo para resolver o problema, sob pena de multa e improbidade do prefeito