Menu
Busca Sáb, 16 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Brasília

Moro pede demissão e sai "atirando" em Bolsonaro

Interferência política em nomeações e em inquéritos na PF, acessos privilegiados foram as acusações de Moro contra Bolsonaro.

24 abril 2020 - 11h01Por Repórter cidadão NV

O ex-juiz Sérgio Moro é agora ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro. Moro renunciou de forma publica, anunciada em coletiva no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A causa da sua exoneração seria a interferência de Jair Messias Bolsonaro na Polícia Federal, desde retirar superintendente de Rio de Janeiro e Pernambuco, agora o alvo foi o Delegado da Polícia, Maurício Valeixo.

Moro acusou o presidente de fatos gravíssimos e devastadores, que podem levar a resoluções institucionais, políticos e pessoal.

Segundo políticos e analistas, hoje o governo perde o "patrimônio nacional" (Bolsonaro chamava Moro desse jeito)  e pode levar à cassação do Bolsonaro.

 

Por JP

violência contra a mulher 2

Deixe seu Comentário

Leia Também

Oportunidade
Edição extra do Diário Oficial traz editais do processo seletivo para contratação de médico plantonista
USA
À medida que a inauguração se aproxima, o escrutínio da aplicação da lei leva extremistas dos EUA para os cantos escuros da internet
Bonitão do PCC
Após pedido do MPF, Bonitão do PCC é removido para Presídio Federal
Campo Grande
Fiat Uno cai no córrego na Ernesto Geisel esquina com Manoel da Costa Lima
Brasíl
Covid-19: Brasil tem 8,39 milhões de casos e 208,1 mil mortes
Oportunidade
Eldorado Brasil abre 800 vagas de emprego em três unidades de MS
Colapso
Manaus vai transferir 235 pacientes com covid-19 para oito estados
Covid 19
São Paulo retorna a fases mais restritivas de plano contra a covid-19
Covid 19 em MS
MS chega à metade de janeiro com 272 mortes por Covid-19
Sangue
Com estoque em 14%, Hemosul convoca doadores de O- e outras tipagens sanguíneas