Menu
Busca Sex, 13 de dezembro de 2019
(67) 9.9928-2002
Trágedia

Mulher de ex-deputado federal bate caminhonete em moto, fere casal e mata criança de 3 anos em MT, diz polícia

Motorista não prestou socorro, fugiu e abandonou veículo no local do acidente. Criança morreu horas depois no Hospital Regional de Rondonópolis.

12 agosto 2019 - 20h00

Uma criança, de 3 anos, morreu na noite desse domingo (11) após um acidente em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, uma caminhonete atingiu uma motocicleta onde estava a criança e um casal. O veículo era dirigido por Lidiane Campos, mulher do ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB-MT).

 
Lidiane Campos, mulher do ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB-MT) — Foto: Instagram/Reprodução

Lidiane Campos, mulher do ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB-MT) — Foto: Instagram/Reprodução

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Civil, Lidiane não prestou socorro, fugiu do local e abandonou o veículo. Um advogado dela comunicou à polícia que ela vai se apresentar na 1ª delegacia da Polícia Civil, em Rondonópolis Até a manhã desta segunda-feira (12) ela ainda não havia se apresentado.

O G1 ligou e mandou mensagem para o ex-deputado, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria. A reportagem também pediu um posicionamento da assessoria do ex-deputado, mas também não teve retorno.

O acidente ocorreu por volta de 18h40 no cruzamento da Avenida 15 de Novembro com a Avenida Tiradentes, no Centro de Rondonópolis.

 
Daniel Augusto Costa morreu no acidente; foto foi tirada ontem com o pai e a madrasta, feridos no acidente — Foto: Arquivo pessoal

Daniel Augusto Costa morreu no acidente; foto foi tirada ontem com o pai e a madrasta, feridos no acidente — Foto: Arquivo pessoal

 

Lidiane dirigia uma Hilux SW4 que cruzou a Avenida 15 de Novembro, atingindo a moto. Estavam na moto Dayane Palmeiras dos Santos, de 35 anos, o marido dela, Marcos Souza da Costa, de 30 anos, e Daniel Augusto Costa, de 3 anos, filho de Marcos e enteado de Dayane.

A caminhonete, mesmo após a batida, prosseguiu até a Rua Rosa Bororo e virou fugindo pela contramão.

Quando a polícia chegou encontrou a caminhonete na própria Avenida 15 de Novembro, local do acidente.

 
Acidente que matou criança ocorreu em cruzamento no Centro de Rondonópolis — Foto: Divulgação

Acidente que matou criança ocorreu em cruzamento no Centro de Rondonópolis — Foto: Divulgação

 

O automóvel foi apreendido, mas a motorista não estava no local. O casal e a criança foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Regional de Rondonópolis.

A criança não resistiu e morreu por volta de 23h. A polícia pediu exame de corpo de delito e fez a liberação. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Um boletim de ocorrência foi registrado por omissão de socorro e homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

 
Creche onde criança estudava decretou luto em Rondonópolis — Foto: Emerson Sanchez/TV Centro América

Creche onde criança estudava decretou luto em Rondonópolis — Foto: Emerson Sanchez/TV Centro América

 

Adilton Sachetti foi prefeito de Rondonópolis de 2005 a 2008. Ele atuou como deputado federal de janeiro de 2015 até o começo deste ano. Ele é o presidente Estadual do PRB-MT.

 

Velório e luto

O velório da criança é feito nesta segunda-feira na Casa de Velório União Familiar - Funerária São José. A previsão é de que o sepultamento ocorra às 15h30 no Cemitério do Lourencinho, na saída de Rondonópolis para Pedra Preta, a 243 km de Cuiabá.

A creche onde Daniel estudava, CMEI Jéssica Adriana Ferreira Lima, decretou luto e suspendeu as aulas nesta segunda-feira.

Com informações, G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corguinho
Festa de Som Automotivo terminou na Delegacia de Polícia Civil
Brasil
Sonia Guajajara: Bolsonaro é um perigo para o planeta
Crime
Avô de 85 anos foi preso por estuprar netos de 4 e 6 anos
Ponta Porã
Execução sumária na fronteira.
Brasília
Ministro da Justiça não obteve sucesso na abordagem: ex-juíza teve mandato de senadora cassado
Campo Grande
Surgem as Tradicionais favelas na capital
Brasília-DF
Moro demonstra uma vaidade desproporcional ao cargo de Ministro da Justiça
Educação
À Comissão de Educação da Câmara dos Deputados ele disse que há "plantações de maconha" e "laboratórios de droga" nas universidades federais; o G1 mostrou que os casos citados foram investigados e não geraram processos contra as instituições.
Polícia
Amor de filho, virou presepada e prisão
Política
Juiz de Brasília suspendeu a decisão do PSL