Menu
Busca Sáb, 19 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Eleições 2018

Pré-candidatos se dividem sobre prisão de Lula

19 abril 2018 - 15h43Por Redação Notícias VIP
Prestes à completar duas semanas, a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) emerge como um dos principais temas que terão de ser enfrentados pelos pré-candidatos à Presidência da República, pelas suas questões de fundo, como a execução ou não das penas em segunda instância, e tendo em vista o gigante capital político do petista ? mesmo preso, ele tem 31% das intenções de voto, segundo o Datafolha.

A disputa para o Palácio do Planalto em outubro tem, até o momento, quase duas dezenas de nomes. Entre os principais, predominaram duas posições: os que miraram nesse quociente da população e rechaçaram a prisão, com alguma expectativa de herdarem os votos do petista após um provável impedimento pela Lei da Ficha Limpa; e os que falaram a outro considerável índice os 36% dos brasileiros que rejeitam o petista.

Na primeira posição, ganharam destaque Guilherme Boulos (PSOL) e Manuela D?Ávila (PCdoB). Os dois foram à São Bernardo do Campo (SP) e dividiram o carro-de-som com o ex-presidente no dia da prisão. Mais moderado, Ciro Gomes (PDT) publicou uma nota no Facebook lamentando a detenção do ?amigo? e afirmando que ?não consegue ver justiça? no ocorrido.

Do outro lado, outra possível herdeira dos votos de Lula, a ex-senadora Marina Silva (Rede) não endossou essa posição. A pré-candidata da Rede, favorável à prisão em segunda instância, disse que ?as decisões da Justiça devem ser respeitadas por todos e aplicadas igualmente por todos?.

Quem também exaltou a prisão de Lula foram os pré-candidatos Geraldo Alckmin, Jair Bolsonaro, Alvaro Dias, João Amoêdo e Flávio Rocha, cotados para concorrer por PSDB, PSL, Podemos, Novo e PRB, respectivamente. Para Alckmin, ?ninguém está acima da lei?; Bolsonaro, ?uma vitória da Justiça?; Dias, ?é um avanço, a impunidade perdeu?; Amoêdo, ?um passo importante para o Brasil mostrar que é um país em que ninguém está acima da lei?.

Em uma declaração um pouco menos enfática, o postulante do DEM, Rodrigo Maia, se limitou a dizer que lamentava a prisão de um ex-presidente, mas que o mandado de prisão foi baseado em uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e que Lula teve ?o mais amplo direito de defesa?.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Ministro Benedito Gonçalves contrai Covid-19, informa assessoria do STJ
Cultura
É pecado sonhar?
Brasil
Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 135 mil mortes por covid-19
Meio Ambiente
Nuvem de fumaça provocada por queimadas no Pantanal chega ao céu de São Paulo
Brasil
Fumaça do Pantanal faz avião de Bolsonaro arremeter em MT
Três Lagoas
Fogo destrói vegetação, floresta de eucalipto e interdita rodovia em MS
Brasil
Tite convoca a Seleção Brasileira para a estreia nas Eliminatórias
Geral
Do outro lado do balcão De ex-juiz Federal a ex-ministro da Justiça, agora Sergio Moro é o mais "jovem" advogado do Brasil.
Saúde
Uma de 7 infecções de Covid-19 relatadas ocorre em profissionais de saúde, diz OMS
Brasíl
Marco Aurélio suspende inquérito que apura suposta interferência na PF