Menu
Busca Qua, 27 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Reforma Tributária

Primeira reunião da Comissão da Reforma Tributária define cronograma

04 março 2020 - 10h10Por Agência Brasil

A Comissão Mista da Reforma Tributária foi instalada hoje (4), com a primeira reunião, conduzida pelo seu presidente, senador Roberto Rocha (PSDB-MA). O relator é o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Serão 45 dias para que os 50 parlamentares cheguem a uma proposta única, utilizando elementos de textos já existentes na Câmara e no Senado sobre o assunto.

Na reunião de instalação, foi aprovado o requerimento de audiência pública com participação, como convidada, da especialista Rita de La Feria. Portuguesa, ela é professora da área tributária na Universidade de Leeds, na Inglaterra. Ela contribuiu com as reformas tributárias de Angola, Timor-Leste e Portugal.

Contribuição

Rita de La Ferria é especialista em Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA), utilizado em países como Portugal, Canadá e Japão. É um imposto cobrado em todas as etapas produtivas, desde a venda de uma matéria-prima até a última venda, para o consumidor final. A audiência pública está prevista para a semana que vem. Há expectativa da realização de outras audiências públicas.

Após os 45 dias, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) já preparada pela comissão vai à Câmara dos Deputados, onde passará pelos trâmites tradicionais: Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), comissão especial e plenário. Caso aprovada, segue para o Senado, onde seguirá para CCJ da Casa e, em seguida, para o plenário.

Relatório

De acordo com Ribeiro, a previsão de entrega do relatório é dia 28 de abril. O texto deverá ser votado na comissão no dia 5 de maio, com o encerramento dos trabalhos do colegiado em 6 de maio.

Reforma Tributária

Prioridade do governo no Congresso em 2020, a discussão em torno de uma reforma tributária ganhou força no ano passado, após a aprovação da reforma da Previdência. Tanto a Câmara dos Deputados quanto o Senado têm propostas de emendas à Constituição sobre a reforma tributária, a PEC 45/2019 e a PEC 110/2019, respectivamente.

Ambas propõem a extinção de diversos tributos que incidem sobre bens e serviços, que seriam substituídos por um imposto único sobre o valor agregado. Os textos serão discutidos agora na comissão mista especial.

Edição: Aline Leal

Agência Brasil-EBC

pedofilia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ms
Governador em exercício Paulo Corrêa cumpre agenda em três municípios, onde vistoria e lança obras
Tempo
Quarta-feira típica de verão em Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Presidente da Alems, Paulo Corrêa assume como governador em exercício de MS, nas férias de Reinaldo Azambuja
Campo Grande
Dono de hotel é detido com droga e dinheiro no centro
Campo Grande
Agentes da PRF interceptam carga de 9,5 tonelada de maconha na MS-276
Campo Grande
Onça solta no Pantanal já se alimentou e até atravessou o Rio Paraguai a nado
Covid 19 em MS
MS registra 1.047 novos casos; outros 5,2 aguardam encerramento
Marido matou esposa com 17 tiros após churrasco de família em fazenda de MS
Campo Grande
Quatro presos fogem do presídio de segurança Máxima de madrugada
Três Lagoas
Homem agride companheira e é preso por menina.