Menu
Busca Sex, 22 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Brasília

Procurador Geral da República, nomeado por Bolsonaro, pediu investigações sobre acusações feitas por Sérgio Moro.

25 abril 2020 - 10h00Por Plantão jornalístico

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal que abra um inquérito para apurar as declarações do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, sobre a conduta do presidente Jair Bolsonaro. Aras pede que o Supremo tome depoimento de Moro e que o ex-ministro apresente provas de tudo o que informou em uma entrevista coletiva nessa sexta-feira.


O procurador-geral aponta que existem indícios da prática de crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça e corrupção passiva privilegiada. Se Moro não tiver documentos que provem as declarações, pode responder por denunciação caluniosa e crime contra a honra de Bolsonaro.


A partir do resultado da coleta das provas, caberá ao procurador-geral Augusto Aras, decidir se oferece denúncia ou não.

violência contra a mulher

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Deputado federal Arthur Lira (PP) estará em Campo Grande para falar com Reinaldo Azambuja (PSDB) e os 8 deputados federais.
Meteorologia
Nebulosidade e pancadas de chuva são esperadas para esta quinta-feira
Operação Santa
PF fecha empresa de turismo religioso que transportava drogas junto com fiéis
Brasíl
Brasil registra 1.340 mortes por covid-19 em 24h
Campo Grande
Reinaldo Azambuja faz balanço do primeiro dia de vacinação no MS
Covid 19 em MS
Mesmo com vacina, população deve seguir em alerta sobre a Covid-19, afirma Reinaldo Azambuja
Tempo
Com previsão de mais chuva, Defesa Civil orienta população que mora em áreas de risco
Senado da República
Simone (MDB-MS), Kajuru (Cidadania-GO), Major Olímpio (PSL-SP) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) querem a presidência do Senado
Campo Grande
Região Norte da capital reclama do prefeito MarquinhosTrad (PSD)
Brasíl
Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresa