Menu
Busca Dom, 24 de outubro de 2021
(67) 9.9928-2002
Justiça

Sistema de indicação no STF deveria mudar, defende presidente Temer

04 maio 2018 - 14h13Por Redação Notícias VIP
Em meio às polêmicas e a falta de consenso sobre determinados temas entre os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente Michel Temer sugeriu, em entrevista exclusiva aos veículos da EBC (Empresa Brasil de Comunicação), que se retome a discussão sobre a formação e indicação de nomes para compor a Corte.

Quando participou da Constituinte, Temer defendeu a proposta de um total de nove ministros ? três sugestões de cada um dos Poderes (Legislativo, Judiciário e Executivo) ? com mandatos de 12 anos e possibilidade de renovação.

?É um modelo saudável, porque contempla os Poderes do Estado. Acho que seria útil.? Pela Constituição, apenas o presidente da República indica os integrantes da Corte e o cargo é vitalício até 75 anos.

Temer recebeu a equipe da EBC na biblioteca do Palácio da Alvorada. A íntegra da entrevista poderá ser acessada na Agência Brasil e nos demais veículos da EBC.

*A entrevista exclusiva foi conduzida pelos jornalistas da TV Brasil e da NBR com a participação de profissionais de vários veículos da EBC.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Foto de Eduardo Bolsonaro como 'sheik' em Dubai causa onda de críticas; deputado defende gastos
Saúde
Em evento histórico, primeira vacina contra malária é aprovada pela OMS
Educação
Relatório aponta impacto da pandemia na saúde mental de adolescentes
Direito
Hipertensão: Quem possui essa condição pode requerer o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez?
Geral
Facebook, Instagram e Whatsapp têm problemas de acesso nesta segunda
Economia
Ministro defende uso de reservas para capitalizar banco do Brics
Saúde
Ministro chega ao Brasil um dia após testar negativo para covid-19
Brasíl
Eleitores voltam às urnas em 19 cidades para escolha de novo prefeito
Campo Grande
Com ventos de 68 Km/h e 145 mil raios, temporal deixou 13 mil pessoas no escuro
Política
Lei que define sobras de voto em eleições proporcionais é sancionada