Menu
Busca Dom, 16 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
TJ/MS

TJ exige que Estado decida se pagará pensão de R$ 24 mil a viúva de ex-governador

05 maio 2018 - 13h14Por Redação Notícias VIP
O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) Márcio Vidal determinou que a Secretaria de Estado de Gestão (Seges) analise em até 30 dias o pedido de pensão especial para a viúva do ex-governador do Estado Pedro Pedrossian, Maria Aparecida Pedrossian. A liminar foi concedida nesta quinta-feira (03).

Pedrossian faleceu em 22 de agosto de 2017, aos 89 anos. Ele governou Mato Grosso entre 1966 e 1971, antes da divisão do Estado. Em sua administração, criou a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).A viúva do ex-governador, Maria Pedrossian aguarda desde 25 de setembro de 2017 que a Seges avalie a manutenção ou não da pensão de R$ 24,1 mil que o esposo recebia em vida. 

Entretanto, até o momento, o pedido não foi avaliado, o que prejudica a requerente, posto que desde a morte do marido, não recebeu nenhum valor à título de pensionamento.

O desembargador Márcio Vidal reconheceu que já se esgotou, há muito tempo, o prazo de 20 dias para que o Poder Público oferecesse resposta ao pedido da cidadã. ?A demora na análise do procedimento administrativo da impetrante, indubitavelmente, ofende direito líquido e certo, bem assim, o princípio da duração razoável do processo (CF, art. 5º, LXXVIII), lembrando que essa razoabilidade deve ser encarada, tanto sob o prisma da celeridade, quanto da efetividade?.

Assim, decide. "Defiro a liminar pleiteada, para determinar que a autoridade coatora analise, no prazo máximo de 30 dias, o requerimento administrativo efetivado pela impetrante".

Caso antigo:
 
Governos de Estado gastam mais de R$ 37 milhões por ano com pensões vitalícias a ex-governadores e dependentes. Para derrubar a obrigatoriedade deles, diversas ações têm sido protocolizadas na justiça. Algumas com sucesso, como o caso de Santa Catarina e Bahia.
 
Mato Grosso recebe destaque ainda maior: o Estado estende aos governadores interinos o direito à pensão. À exemplo de Iraci Araújo Moreira, que por alguns dias foi vice do ex-governador Blairo Maggi e até hoje, recebe em sua conta cerca de R$ 15 mil. Da mesma forma, recebe R$ 15 mil dos cofres públicos a viúva do ex-deputado Evaristo Roberto Vieira da Cruz, que assumiu o Estado por apenas 16 dias.
violência contra a mulher

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Alegação de vendas de veículos cresce 16% no Estado, aponta dados do Detran
Política
Produtores rurais de Campo Grande e região participam de manifestação pró-Bolsonaro em Brasília
MS
Rio Verde está na rota de eventos esportivos de aventura da Fundesporte
Falecimento
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos Atriz estava internada desde 15 de abril
Tempo
Domingo de tempo firme e grande amplitude térmica em Mato Grosso do Sul
São Paulo
Bruno Covas perde luta contra o câncer e morre
Tempo e temperatura
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira
Covid 19
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem na Índia
Campo Grande
Moradores de bairros reclamam de sujeira e insegurança em Campos Grande
Saúde
Após ultrapassar mais de seis mil mortes, MS registra 653 novos casos da Covid-19