Menu
Busca Sáb, 08 de agosto de 2020
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Trad remaneja 70 milhões de reais com conivência dos vereadores

Muito dinheiro para Trad gastar

09 julho 2020 - 12h00Por Augusto Silva/AB/NV

Segundo o site MIdIamax informou: Marcos Trad vai gastar mais dinheiro público sob pretexto da pandemia do novo Coronavirus.

 remanejou R$ 70.496.000,00 em recursos para diversas áreas do município, de acordo com o decreto divulgado no  (Diário Oficial de Campo Grande) desta quinta-feira (9).

, termo usado pela adminisção pública, basicamente, é quando um recurso é retirado de uma determinada área para aplicação em ou, ainda dentro do Poder Público, neste caso municipal

São anuladas verbas da Sisep (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos), FMS (Fundo Municipal de Saúde), Funesp (Fundação Municipal de Esporte) e Semadur, para serem suplementadas no Planurb (Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano), Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Municipais),  Agetec (Agência Municipal de Tecnologia e Informação) e SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social).

Algo anda mal, pois é tão pacífica e solidária a reação dos órgãos de controle que não se vê ou escuta uma fiscalização contra o Trad.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Covid 19 está matando no Brasil e no mundo
Brasíl
PGR recorre de decisão que impediu acesso a dados da Lava Jato
Meio Ambiente
Mourão defende avanços nos sistemas de monitoramento da Amazônia Para ele, também é preciso tratar do problema fundiário da região
Esporte
Vai Mercedes
Meio Ambiente
Prossegue combate a incêndio florestal na Serra dos Órgãos
Brasíl
Anac autoriza táxi-aéreo a vender assento individual Medida, em caráter emergencial, terá validade de dois anos
Bandido
Pistoleiro pede mais dinheiro para vítima e deixá-la em paz.
Campo Grande
Ameaça de demissão em massa do Transporte Público da capital
Brasíl e Mundo
OMS: recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina
Economia
Guedes diz que anunciará três ou quatro privatizações em até 60 dias