Menu
Busca Sex, 10 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Vereador Chiquinho Telles "roda a bahiana"

03 dezembro 2019 - 16h36Por Repórter cidadão

O vereador Chiquinho Telles (PSD) perdeu o controle nesta terça-feira (3) durante sessão na Câmara de Campo Grande e acabou gritando com o vereador Cazuza (PP), após ter o acesso ao microfone negado para responder a provocações do vereador Dr. Lívio (PSDB).

O tucano havia feito uso da palavra para afirmar que não era oposição ao prefeito de Campo Grande. “Faço parte de um partido que o apoiou. Não falo da gestão à toa, mas o que está acontecendo aqui é que parece que tem que ter defesa do prefeito a todo custo. Tratam o prefeito como Deus”, acusou.

Chiquinho Telles não gostou do comentário e quis fazer a parte. No entanto, o tempo para o uso do microfone havia acabado, de acordo com o vereador Cazuza, que presidia a Mesa Diretora.

O parlamentar insistiu para rebater as acusações do vereador, mas Cazuza negou. E, com os microfones cortados, Chiquinho acusou o parlamentar que presidia a Mesa de ser parcial.

Com Informações de MIdiamax

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Casos e mortes por coronavírus no Brasil em 10 de julho, segundo consórcio de veículos de imprensa (atualização das 8h)
Campo Grande
Trad remaneja 70 milhões de reais com conivência dos vereadores
Saúde
ESPECIAL-Bolsonaro aposta em "cura milagrosa" para salvar o Brasil, e própria vida, da Covid-19
Política
Maia diz que é grave Bolsonaro tratar de hidroxicloroquina e que políticos não devem recomendar remédios
Política
Ministro pede investigação da PF com base na Lei de Segurança Naciona
Polícia
Força tarefa da federal cumpre ordens judiciais contra executivos das lojas Ricardo
Brasíl
Bolsonaro veta obrigação do governo em oferecer água, produtos de higiene e leitos a indígenas
Saúde
Brasil tem 1,66 milhão de casos confirmados do novo coronavírus
Saúde
Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19
Políciais Federais
Justiça nomeia peritos para conferir serviços de hospitais de campanha