Menu
Busca Qui, 23 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Brasíl

Covid-19: Brasil tem 2,96 milhões de casos e 99,5 mil mortes

Até o momento, 2,06 milhões de brasileiros se recuperaram da doença

07 agosto 2020 - 20h00

O Brasil chegou a 99.572 mortes desde o início da pandemia do novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.079 óbitos, segundo o balanço diário do Ministério da Saúde divulgado hoje (7). O resultado significa avanço de 1% sobre os dados de ontem, quando o painel marcava 98.493 falecimentos.

O número acumulado de casos atingiu 2.962.442. Desde ontem, foram 50.230 novos casos informados pelas secretarias de saúde. A soma é 1,7% maior do que a registrada ontem pela atualização diária do Ministério da Saúde, quando o painel trazia 2.912.212 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

O número de pessoas em acompanhamento é de 794.476. Já a quantidade de recuperados totalizou 2.068.394.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,4%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 47,4. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 1409,7.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes em função da covid-19 são São Paulo (24.735), Rio de Janeiro (14.028), Ceará (7.921), Pernambuco (6.867) e Pará (5.854). As Unidades da Federação com menos óbitos foram Tocantins (437), Mato Grosso do Sul (481), Roraima (544), Acre (556), Amapá (599).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fogo
Combate aos incêndios no Pantanal mobiliza 510 homens e seis aeronaves: incidência de focos é menor em três anos críticos
Eleição 2022
Senado aprovou novo Código Eleitoral e vai à sanção presidencial.
Economia
Dólar fecha acima de R$ 5,30 após anúncio do Banco Central americano
CPI da Covid
CPI: diretor da Prevent Senior é acusado de mentir e passa à condição de investigado
Brasíl
Sem coligações, CCJ do Senado aprova PEC da reforma eleitoral
Polícia Federal
A Operação Apate cumpre mandados em São José dos Campos
Brasilia
CPI da Covid-19; início da sessão com "rasgação de seda" entre senadores da oposição tentando reverter a impressão negativa da briga causada por senadora e ministro
Brasília
Briga na CPI: presidente da CPi fala que Bolsonaro causa vergonha, senador Marcos Rogério rebate dizendo que a CPI da Covid que faz vergonha a muito tempo.
Tempo e temperatura
Primavera começa com tempo claro e ensolarado em Mato Grosso do Sul
Brasília
CPI termina com sessão em briga, agressão verbal entre senadores e Ministro da CGU.