Menu
Busca Sex, 07 de agosto de 2020
(67) 9.9928-2002
Brasília-DF

Cemitérios em Brasília não poderão velar vítimas de Coronavirus

24 março 2020 - 17h02Por Correio Brasiliense
Os seis cemitérios do Distrito Federal, administrados pela Campo da Esperança Serviços Ltda., adotaram protocolos específicos para evitar a aglomeração de pessoas e evitar mais casos de transmissão do novo coronavírus. Uma das medidas prevê que pacientes que morrerem em decorrência da doença causada pelo micro-organismo, a Covid-19, não poderão ter cerimônia de velório, apenas de sepultamento, em atendimento a protocolo da Secretaria de Saúde (SES-DF).
 
A empresa divulgou um ofício que, entre outras medidas, estabelece que os demais velórios não poderão durar mais do que duas horas — além dos 30 minutos previstos para o cortejo — e que as capelas não poderão ter mais do que 10 pessoas ao mesmo tempo. A fiscalização e o controle desses cuidados ficam por conta das próprias famílias. As medidas, adotadas desde terça-feira (17/3) foram aprovadas pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus).
 
As informações são repassadas no momento de contratação dos serviços cemiteriais e estão dispostas em cartazes nas capelas. Além disso, a importância da higienização tem sido reforçada entre funcionários da empresa. “Por se tratar de um serviço essencial, a concessionária não pode reduzir a quantidade de funcionários nos turnos, principalmente dos sepultadores. Parte da equipe da área administrativa, porém, está cumprindo a jornada de trabalho em casa”, informa ofício da Campo da Esperança Serviços Ltda.
Afirma diz que ainda não houve aumento da demanda por sepultamentos em virtude do novo coronavírus. No entanto, medidas futuras, se necessárias, serão estudadas com o GDF. A SES-DF comunicou que as medidas que envolvem o sepultamento de vítimas da Covid-19 devem ser detalhadas pela Sejus.
 
news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bandido
Pistoleiro pede mais dinheiro para vítima e deixá-la em paz.
Campo Grande
Ameaça de demissão em massa do Transporte Público da capital
Brasíl e Mundo
OMS: recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina
Economia
Guedes diz que anunciará três ou quatro privatizações em até 60 dias
Geral
Adoniran, 110 anos: compositor marcou o samba com sotaque paulistano Confira histórias do músico pelo acervo da EBC
Brasíl
Macron, presidente Francês vai a Beirute e promete ajuda humanitária
Ex-governador Alckimim (PSDB ) foi indiciado por corrupção e teve 11 milhões sequestrados
Política
Preso pela PF, Baldy pede licença de cargo de secretário
Mundo
Líbano prende 16 em investigação sobre explosão no porto de Beirute, diz agência de notícias estatal
Campo Grande
A fraqueza do prefeito fez com que o MPE e a Defensoria Pública acionassem o judiciário para medida de lockdowm contra a Covid 19