Menu
Busca Sex, 17 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Brasil

Empresa diz não saber onde estão respiradores vendidos ao governo do RJ.

05 maio 2020 - 15h45Por Reuters/uol
 

Uma empresa que vendeu 300 respiradores ao governo do Rio de Janeiro admitiu que não sabe onde está uma parte dos equipamentos, essencial para leitos de UTI para tratar casos de coronavírus.

Em entrevista na noite de ontem ao RJ2, da TV Globo, o empresário Glauco Otaviano Guerra, administrador da MHS Produtos e Serviços, afirmou que parte dos respiradores está perdida e que nunca havia comprado esse tipo de equipamento antes.

Os respiradores são essenciais para auxiliar pacientes com covid-19 internados em UTIsImagem: Stephane Mahe/ Reuters

 

"Dez ficaram na China e outros 40 ninguém sabe onde eles estão", declarou.

Os respiradores foram comprados sem licitação por causa do estado de emergência decretado em função da pandemia do coronavírus. Todos já deveriam ter sido entregues em abril. O governo estadual apura se há falhas no contrato firmado com a empresa.

 

Uma empresa que vendeu 300 respiradores ao governo do Rio de Janeiro admitiu que não sabe onde está uma parte dos equipamentos, essencial para leitos de UTI para tratar casos de coronavírus.

Em entrevista na noite de ontem ao RJ2, da TV Globo, o empresário Glauco Otaviano Guerra, administrador da MHS Produtos e Serviços, afirmou que parte dos respiradores está perdida e que nunca havia comprado esse tipo de equipamento antes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Apoiadores de Bolsonaro fazem ato em Copacabana, no Rio de Janeiro
São Paulo
Manifestantes fazem ato na Av. Paulista a favor de Bolsonaro
Brasília
PM informa que restabeleceu bloqueio na Esplanada dos Ministérios
Tribunal de Justiça
Fux manda retirar bandeira do Brasil Império hasteada na sede do TJ de Mato Grosso do Sul
Brasília
Esplanada terá esquema especial de segurança para protestos deste feriado
Brasíl
7/9: Moraes bloqueia contas de acusados de organizar atos antidemocráticos
MS já vacinou 50% dos jovens de 12 a 17 anos contra covid com a 1° dose – Feriado
MS
Secretaria de Estado de Saúde confirma três casos da variante Delta em Mato Grosso do Sul
STF
Urgente: Moraes determina prisão de ex-PM que o ameaçou de morte
Meio Ambiente
Ganhou prazo para resolver o problema, sob pena de multa e improbidade do prefeito