Menu
Busca Sex, 03 de abril de 2020
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Moradores de Campo Grande reclamam da falta de vacinas nos postos de vacinação

Marcos Trad causa aglomeração de pessoas por falta de gestão na distribuição e aplicação da vacina contra gripe

25 março 2020 - 10h00Por Plantão de notícias

No segundo dia de vacinação em Campo Grande, em algumas unidades de saúde já estão com falta de doses o que está gerando uma aglomeração de idosos na frente dos pontos de aplicação da vacina, na manhã desta quarta-feira (25). Pelo menos sete postos estão sem vacina.

 

Segundo um rapaz que não quis se identificar, ele foi levar a avó até um posto de saúde em uma unidade no Silvia Regina, e ao chegar lá as 5h30 da manhã foi informado que não havia vacinas, e que não tinha previsão de chegada. Outro ponto que está causando aglomeração de idosos a espera de vacina, é em uma farmácia que está fazendo a aplicação, na Avenida Bandeirantes.

No local, nem as senhas foram distribuídas e também existe a falta de doses da vacina. Em um ponto de vacinação, no bairro Nova Lima também não há doses, mas não há aglomerações de pessoas a espera. No posto de vacinação na Santa Carmélia também está em falta a vacina. Alguns idosos, que estão a espera na frente da unidade de saúde estão revoltados com a situação, já que precisam sair de casa várias vezes para tentarem se imunizar. Segundo um funcionário do posto foi orientado para que os idosos fossem para casa e voltassem depois, mas como preferiram ficar foi feito a anotação de dados dos mais velhos para que possam ser vacinados primeiro.

Segundo a assessoria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) existe a falta de vacinas, que devem ser repostas até o fim da manhã desta quarta (25). O número de postos com a falta das doses não foi divulgado. A Sesau orienta que os idosos retornem para suas casas, e voltem em outro horário para fazer a vacinação ou procurem ligar em uma unidade próxima antes de sair de casa.

De acordo com a Sesau estão faltando vacinas nos postos do Albino Coimbra, no Santa Carmélia, Silvia Regina, na UBS Buriti,no São Conrado, Vila Nasser, Ana Maria do Couto, e Clínica da Família do Nova Lima.

Ministério Público Federal e Estadual deverão agir para não permitir que a falta de gestão pública eficiente faz população correr riscos à saúde.

Por Midiamax

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Maia quer votar orçamento paralelo em dois turnos na próxima semana
Campo Grande
Marcos Trad fecha unidade de Saúde e deixa 6 mil sem atendimento.
Campo Grande
Ruas esburacadas e sem iluminação pública, desanima moradores da Capital.
Campo Grande
Sujeira nos bairros de Campo Grande
Brasília
Planalto diz que ajuda a informais durante pandemia será efetivada "nos próximos dias"
Polícia
Bolsominio pode ser preso
Geral
Desafio para cuidadores de idosos
Saúde
Saiba como diagnosticar paciente com Coronavirus
Campo Grande
Moradores da região Centro reclamam da falta de limpeza urbana
Brasil e Mundo
O mundo chegou a 1 milhão de infectados por coronavírus