Menu
Busca Ter, 14 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Tecnologia

Japoneses começam a usar a tecnologia 5G

26 março 2020 - 14h00Por Agência Brasil EBC

Usuários de internet no Japão já podem usufruir de uma conexão ultrarrápida a partir desta semana, já que as maiores provedoras passam a utilizar o serviço de tecnologia 5G online. Também estão sendo lançados smartphones compatíveis com a tecnologia 5G.

A gigante de telecomunicações NTT Docomo lançou ontem (25), em Tóquio, o primeiro serviço de 5G do país. A medida coloca o Japão no mesmo nível que os Estados Unidos, a Coreia do Sul e a China.

A nova tecnologia oferece trocas em alta velocidade de enormes quantidades de dados.

Usuários podem baixar um filme completo de duas horas em apenas 3 segundos, em vez de 5 minutos que se leva utilizando uma rede 4G.

As provedoras rivais Softbank e KDDI – conhecida pela marca "au" no Japão – também darão início a serviços de 5G esta semana.

A empresa Rakuten Mobile pretende se unir às demais a partir de junho.

O acesso a essas novas redes 5G estará limitado, de início, a determinadas áreas de grandes cidades, incluindo Tóquio, Osaka e Sapporo. A cobertura deve alcançar todas as províncias japonesas até março de 2021.

*Emissora pública de televisão do Japão

 

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Causa repugnância a irresponsável conversinha desse prefeito sobre medicamento reprovados pela medicina.
Brasíl
Justiça determina quebra de sigilo bancário da Backer
Política
Governo vai enviar PL com penas mais rígidas para violência sexual
Saúde
Covid-19: Brasil chega a 72,8 mil óbitos e 1,88 milhão de casos
Brasília
Defesa aciona PGR contra Gilmar Mendes por ministro ter associado Exército a genocídio
Saúde
Crise do coronavírus pode ficar "pior e pior e pior", alerta OMS Reuters Staff
Brasíl e Mundo
Estudante de veterinária levou uma picada da terrível naja tinha outras cobras exóticas
Brasíl
Mulher de Queiroz se entrega e cumprirá prisão domiciliar com marido no Rio
Educação
Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro como ministro da Educação
Esporte
Natália Gaudio defende maior longevidade para atletas brasileiras