Menu
Busca Sáb, 11 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Honestidade

Menino de 2 anos acha celular e mãe usa Facebook para procurar dono: 'Faria o mesmo com qualquer coisa'

De acordo com Priscila, garoto estava com o irmão mais velho ao lado da residência onde a família mora quando encontrou o aparelho, em Três Lagoas (MS).

18 outubro 2019 - 15h30Por PORTAL G1

Um princípio inegociável, "de devolver aquilo que não te pertence", é assim que Priscila Silva, de 33 anos, aprendeu com os pais e que procura passar essa atitude para os quatro filhos. O menor, de 2 anos de idade, encontrou na última quarta-feira (16), um celular ao lado da casa da família e, de imediato, fez um post no Facebook para tentar encontrar o verdadeiro dono.

"Quando meu filho achou o celular eu não pensei duas vezes em devolvê-lo. Sei que já é difícil comprar, imagina perder. 'Faria o mesmo com qualquer coisa", explicou ao G1.

 

Mãe usa Facebook para encontrar dono de celular após filho de 2 anos encontrar aparelho, em MS. — Foto: Facebook/Reprodução

Mãe usa Facebook para encontrar dono de celular após filho de 2 anos encontrar aparelho, em MS. — Foto: Facebook/Reprodução

Priscila conta que o filho Anthonny Bryan, estava ao lado de casa, acompanhado do irmão mais velho, de 11 anos. Os dois brincavam de soltar pipa, quando o caçula encontrou o aparelho.

"Ele veio para o meu lado com o aparelho dizendo: Mamãe encontrei um celular. Na hora fiquei desesperada. Olhei para todos os lados e não vi ninguém que poderia ser o dono", relembra.

 
Bryan de dois anos encontrou celular e mãe faz post para devolver para verdadeiro dono, em Três Lagoas (MS). — Foto: Priscila Silva/Arquivo Pessoal

Bryan de dois anos encontrou celular e mãe faz post para devolver para verdadeiro dono, em Três Lagoas (MS). — Foto: Priscila Silva/Arquivo Pessoal

Conforme a mãe do garoto, várias pessoas entraram em contato informando-a que seriam donas do celular. Como no anúncio, o combinado é que só devolveria caso a pessoa apresentasse alguma nota que comprovasse ser o proprietário. Uma das exigência também seria mostrar o IMEI (International Mobile Equipment Identity) - ou identidade internacional de equipamento móvel para comprovar a veracidade.

"Algumas pessoas entraram em contato comigo e até duas vieram até mim para pegar o aparelho. Quando observei as notas e vi que o número do IMEI não batiam, eles ficavam sem graça e iriam embora", explica.

Segundo Priscila, se até essa segunda-feira (21) o dono não for encontrado, o celular será entregue a polícia: " O complicado de achar a verdadeira pessoa que perdeu, é que o aparelho nem chip tem e todas as redes do celular parece que foram desinstaladas. Espero entregá-lo nas mãos da pessoa certa. Afinal, quem perdeu, deve estar procurando neste momento", finaliza.

Segundo informações, G1.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Casos e mortes por coronavírus no Brasil em 10 de julho, segundo consórcio de veículos de imprensa (atualização das 8h)
Campo Grande
Trad remaneja 70 milhões de reais com conivência dos vereadores
Saúde
ESPECIAL-Bolsonaro aposta em "cura milagrosa" para salvar o Brasil, e própria vida, da Covid-19
Política
Maia diz que é grave Bolsonaro tratar de hidroxicloroquina e que políticos não devem recomendar remédios
Política
Ministro pede investigação da PF com base na Lei de Segurança Naciona
Polícia
Força tarefa da federal cumpre ordens judiciais contra executivos das lojas Ricardo
Brasíl
Bolsonaro veta obrigação do governo em oferecer água, produtos de higiene e leitos a indígenas
Saúde
Brasil tem 1,66 milhão de casos confirmados do novo coronavírus
Saúde
Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19
Políciais Federais
Justiça nomeia peritos para conferir serviços de hospitais de campanha